AS PRODUÇÕES

 

LIRIOS NÃO NASCEM DA LEI

O filme “Lírios não nascem da lei” faz um recorte da realidade de um número crescente de mulheres brasileiras, em privação de liberdade. Muitas dessas mulheres, grávidas. Por lei, após os primeiros meses do nascimento na prisão, a criança deverá ser entregue a alguma pessoa definida pela mãe, para ser criada enquanto cumpre sua pena ou entregue em instituição para adoção. Como o estado brasileiro lida com a situação da mulher grávida sob sua custódia? Quais são as transformações vividas pelas mulheres nesta fase da vida dentro da prisão? Como se dá a adaptação da criança ainda nos seus primeiros meses de vida longe da mãe? Para onde são encaminhadas as crianças para adoção, quais são os trâmites, quanto tempo pode demorar e como a mãe elabora essa situação de dentro da prisão? O filme acompanha a trajetória de Ana Carolina, Liliana, Dayane e Marcela ao longo de 3 anos em alguns presídios do Estado de Minas Gerais. Amor e perda, maternidade, criminalidade, violência, solidão, liberdade, são os dilemas que o filme pretende retratar.

O longa-metragem de Fabiana Leite  é a primeira obra audiovisual realizada em parceria com a Coletiva Malva e teve sua estreia no ano de 2017 no consagrado festival Forum Doc. A realização da produção marca um nova página da história da Malva, que tem se dedicado em produzir e executar parcerias com mulheres realizadoras.  Além de apoiar a produção a Coletiva sede seus talentos, já que as integrantes fazem parte da equipe : Daniela Pimentel  é a responsável pela produção executiva ,  Letícia Souza fica a cargo do som direto e Mirela Persichini realiza o design gráfico e as animações. Já em 2018 o filme é convidado a participar  da 4 mostra de cinema feminista, logo a após a exibição um debate sobre encarceramento de mulheres contando com a presença da Diretora Fabiana Leite, a assessora popular  Nana Oliveira  a Psicóloga Daniela Tiffany.

Festivais :
– Seleção oficial para o Fincar – Festival Internacional de Realizadoras Recife 2018;
– Seleção oficial para o Avanca Film Festival em Portugal 2018;
– Seleção oficial para o WomenCinemakers Biennial Edition 2018, edição especial featuring independent filmmakers;
– Seleção oficial para o Festival Cine América, para a competitiva “Panorama Continental”, México, 2018;
– Prêmio de Melhor longa documentário no 3o Festival Internacional de Cine de Bayamón, Porto Rico, 2018;
– 6o Mostra Tiradentes São Paulo, 2018;
– 3o RIOS – Festival Internacional de Cinema Documental e Transmedia, Portugal, março 2018;
– 21o Forumdoc – Festival do Filme Documentário e Etnográfico, Belo Horizonte, 2017;
– 3o Vancouver Festival de Cinema – Canadá, 2017;
– 3o Mostra de Cinema Feminista, Belo Horizonte, 2018;